Casa tem jabuticabeira no quintal

Seja para se refrescar no chuveirão, colher frutas, curtir o burburinho da água na fonte ou brincar no vasto gramado sob as árvores, os moradores deste oásis têm o privilégio de vivenciar a natureza sem sair de São Paulo

Por Vera Kovacs | Projeto Roberto Riscala

Projeto de Roberto Riscala | <i>Crédito: Gui Moreli
Projeto de Roberto Riscala | Crédito: Gui Moreli
Não importou para os futuros proprietários se a construção estava velha e precisava de uma grande reforma. A área externa de 300 m² toda arborizada foi paixão à primeira vista e motivo suficiente para optar pela compra da casa na região do Parque Ibirapuera, em São Paulo. “Eles foram taxativos no pedido de renovação do espaço: queriam o jardim como protagonista na morada”, recorda- -se o paisagista paulista Roberto Riscala, responsável pelo projeto.

Como inspiração, Roberto procurou sugerir um clima natural, mas aberto a misturas harmoniosas. Nossa exuberância tropical aparece na inclusão de bromélias e palmeiras, enquanto a referência mediterrânea surge representada pela fonte e por alguns caminhos, os quais tornam prazeroso o passeio pelo quintal. “Mais importante do que pensar o planejamento seguindo as formalidades dos estilos de paisagismo, a ideia era dar a impressão de que as plantas nasceram e cresceram ali”, justifica. Para tornar essa premissa viável, o profissional utilizou espécies com floração e folhagens coloridas em épocas variadas, conseguindo diferentes visuais a cada estação. "A primeira providência foi abrir trilhas e gerar pontos de interesse ao longo do percurso”, explica Roberto. E assim ele fez: desenhou alamedas de mosaico de pedra portuguesa ladeadas por forrações, plantas médias e arbustos mais altos nos trechos junto ao muro, a fim de esconder esse paredão da vista de quem está dentro da habitação.

Como os donos não faziam questão de uma piscina, criaram-se somente áreas de refresco, caso do chuveirão rústico e da fonte na parede do fundo – visão privilegiada da sala de estar –, equipada com três bicas e plantas aquáticas. O amplo gramado central se transforma em ponto de brincadeiras para as crianças, protegidas pela sombra das árvores, em especial a jabuticabeira, outro motivo de diversão para a família na deliciosa época de frutificação.

20/05/2016 - 18:00

Conecte-se

Revista Arquitetura e Construção
  • Revista A&C
Coleção CARAS