Tira-dúvidas da obra: como assentar bem os tijolos na construção?

Um trabalho caprichado prolonga e muito a vida útil do material

Por Vera Kovacs

Esta longa parede estrutural varia a orientação e o tamanho dos blocos, assentados ora no comprimento ora na espessura, inteiros ou pela metade. O projeto realizado pelo escritório espanhol Gradolí&Sanz Arquitectes fica na cidade de Valência. | <i>Crédito: Foto: Mariela Apollonio
Esta longa parede estrutural varia a orientação e o tamanho dos blocos, assentados ora no comprimento ora na espessura, inteiros ou pela metade. O projeto realizado pelo escritório espanhol Gradolí&Sanz Arquitectes fica na cidade de Valência. | Crédito: Foto: Mariela Apollonio

O assentamento de tijolos é uma das etapas essenciais de muitas construções brasileiras. Para se ter uma ideia, os blocos de argila estruturam 90% das casas do país, segundo a Associação Nacional da Indústria Cerâmica. Uni-los com esmero garante duas vantagens: a qualidade da obra e também o aumento da durabilidade do material. Ao construir, observe se o pedreiro segue as dicas de assentamento abaixo:

1.Fixação: blocos e tijolos são firmados, em geral, com uma mistura feita de cimento, areia e água elaborada no canteiro. Mas também pode-se lançar mão de argamassa industrializada.

2.Revestimento: para as placas, os fabricantes sugerem o uso de argamassa do tipo ACII e ACIII. Já em áreas afetadas por calor, como as próximas a churrasqueiras e lareiras, prefere-se a massa do tipo refratária.

3.Preparo da parede: a superfície que vai receber o revestimento cerâmico precisa estar limpa e seca, mas com pequenas ranhuras. Motivo? Elas facilitam a aderência da argamassa.

4.Proteção: paredes de ambientes sujeitos à umidade pedem a impermeabilização do material depois de instalado. Indicam-se resinas acrílicas e silicone líquido, ambos hidrofugantes.

16/01/2017 - 15:21

Conecte-se

Revista Arquitetura e Construção
  • Revista A&C
Coleção CARAS