Fotos manipuladas criam cidades surreais

Arquiteto espanhol manipula suas imagens com o objetivo de criar manifesto sobre a vida urbana

Texto Silvia Gomez

De 2013, a série NHDK consiste de várias versões deste hotel no centro de Munique, na Alemanha | <i>Crédito: Foto: Víctor Enrich
De 2013, a série NHDK consiste de várias versões deste hotel no centro de Munique, na Alemanha | Crédito: Foto: Víctor Enrich
De 2013, a série NHDK consiste de várias versões deste hotel no centro de Munique, na Alemanha

Em 2006, Víctor Enrich resolveu largar o trabalho que exercera nos dez anos anteriores em Barcelona: ilustrações em 3D para renomados clientes. “Percebi que podia fazer a mesma coisa, mas para mim”, conta. De viagens por países como Letônia, Israel e Alemanha, nasceram as fotografias de edifícios icônicos, expostas até 27 de março na galeria La Quinta del Sordo, em Madri. Modificadas digitalmente, as construções adquirem formas inesperadas ou posições absurdas. O intuito do artista? Aguçar nossa percepção sobre a ideia de cidade, entendida por ele como “um sistema complexo que conecta as pessoas a seus sonhos, paixões e pesadelos”.



A obra Tongues foi feita em Tel-Aviv (Israel), em 2010. “O estilo Bauhaus é proeminente por lá e as varandas são comuns em prédios como este, de concreto branco. Fiquei obcecado e estiquei duas delas, como línguas”, explica
Víctor


01/04/2016 - 08:15

Conecte-se

Revista Arquitetura e Construção
  • Revista A&C
Coleção CARAS