A chave da reforma desta casa, em Londres, são as tonalidades inspiradas nos anos 1960

As cores ditaram o tom da reforma desta casa de 85 m2 em Londres, remanescente de um conjunto de moradias da mesma época

Texto: Silvia Gomez

Com piso original de tábuas de carvalho, a sala de estar ganhou esquadrias do piso ao teto, arejando ainda mais o interior voltado para o pátio | <i>Crédito: Federick Rissom / Andy Matthews
Com piso original de tábuas de carvalho, a sala de estar ganhou esquadrias do piso ao teto, arejando ainda mais o interior voltado para o pátio | Crédito: Federick Rissom / Andy Matthews
As 115 casinhas geminadas foram erguidas pelo governo da Inglaterra na década de 60 – e todas com a mesma questão: a presença de um corpo extra na parte da frente, um depósito acompanhado de uma varanda estreita e baixa, com pé-direito de 1,90 m. Reconfigurada, essa entrada pouco receptiva e escura transformou-se em um espaço multiúso, somando hall com vestíbulo, escritório e despensa. Seu telhado – agora uma ampla placa de vidro – inunda todo o térreo à frente de luz, luminosidade calculada para realçar as cores escolhidas para ambientes como a cozinha, o coração desse andar. “A fim de preservar a atmosfera moderna original, preferi pequenas intervenções a grandes mudanças no layout. O esquema de tons em blocos maciços atualizou o interior sem descaracterizá- lo”, afirma o arquiteto inglês Frederik Rissom, do R2 Studio Architects, autor da reforma.

Veja mais fotos do projeto na galeria a seguir:

15/02/2017 - 18:24

Conecte-se

Revista Arquitetura e Construção
  • Revista A&C
Coleção CARAS