Solução criativa resolve problema de baixa claridade

Iluminação zenital trouxe luz e belos efeitos para a copa

Por Lara Muniz (texto) e Campoy Estúdio (ilustração)

Rasgo no teto deixa luz natural passar e cria efeitos encantadores ao longo do dia | <i>Crédito: Martín Gurfein
Rasgo no teto deixa luz natural passar e cria efeitos encantadores ao longo do dia | Crédito: Martín Gurfein
Quem visita a sede do escritório de arquitetura 23 Sul, em São Paulo, vê de perto como renovar um galpão com mais de 40 anos sem deixar de lado as referências ao passado. A antiga construção pedia um recurso para clarear o espaço e favorecer a circulação de ar. “Pensamos na abertura do teto como forma de manter a unidade estética do projeto”, detalha o arquiteto Ivo Magaldi.

Para isso, ergueu-se uma nova laje no trecho final do galpão, sobre a qual agora fica uma báscula dupla fechada com chapas de aço, solução para a passagem de ar. No alto, folhas de vidro vedam a abertura zenital. “Para viabilizar a ideia, calculamos a inclinação de forma que a água não ficasse parada ou voltasse por cima do vidro. Uma pingadeira ajuda a direcionar corretamente o excesso de chuva”, conta Ivo. Confira na imagem abaixo os detalhes do projeto.





1. Além da pouca claridade, a ventilação era um problema antes da reforma do galpão. a equipe do 23 Sul planejou, então, duas básculas de chapas de aço acima da nova laje, mas logo abaixo do vidro, que ajudam a manter o local fresco.

2.
Dispostas em alinhamento rigoroso com a bancada, as folhas de vidro temperado criam um efeito elegante. esse tipo de lâmina, pouco recomendada para coberturas pelo risco de produzir estilhaços, foi utilizado aqui por não se tratar de um ambiente com presença constante de pessoas.


27/12/2016 - 17:00

Conecte-se

Revista Arquitetura e Construção
  • Revista A&C
Coleção CARAS